Injustiça: Deuses Entre Nós

Título Original: Injustice: Gods Among Us

País de Origem: EUA

Autor: Tom Taylor, Jheremy Raapack, Mike S. Miller

Data de Publicação: 2013

Gênero: História em Quadrinhos, História Alternativa

Em uma Terra alternativa, Lois Lane é a esposa amorosa de Clark Kent, o alter ego do super-herói Superman, e está grávida do filho do Homem de Aço, que é tomado de muito amor e carinho pela criança e sua mulher. Um herói cuidadoso, que protege o mundo ao lado dos grandes nomes da Liga da Justiça, Clark sofre uma perda colossal quando, enlouquecido por um plano do Coringa, acidentalmente mata a própria esposa e o bebê não-nascido, junto com uma explosão nuclear que destrói grande parte de Metrópolis. Enfurecido, e tomado por um sentimento negro que cresce depressa, Superman faz um ato sombrio e impensável: cruelmente mata Coringa, diante do espantado Batman.

As consequências de tal ato ecoam pela comunidade dos meta-humanos, com heróis e vilões se posicionando a favor e contra a medida drástica tomada pelo kryptoniano. A sequência de acontecimentos que começa leva a uma cisma dos grandes heróis da DC dessa dimensão alternativa, com vários apoiando as decisões mais autoritárias de seu líder Superman, enquanto outros começam movimentos de resistência contra o poder cada vez maior e mais tirânicos dos meta-humanos. Batman se vê dividido entre os seus amigos e o seu dever, e acaba tornando-se o símbolo principal da resistência, com o discurso de que não é direito dos super-heróis de dominarem a humanidade para ditarem as regras, e sim proteger os humanos sem ferir o livre-arbítrio.

As tensões começam a escalar ao longo do tempo, e o Regime de Superman espalha o seu poder por toda a Terra, vencendo o isolacionismo aquático de Atlântida e até a fúria combinada dos deuses olimpianos, estourando em uma guerra, real menos em nome, pela liberdade da raça humana.


Injustiça: Deuses Entre Nós conta a história que leva ao início do videogame de mesmo nome, apresentando a ascensão do regime ditatorial e cruel de Superman, e todo o caminho que transformou o luto do Homem de Aço em uma chama despótica que se espalhou por toda a Terra. O confronto constante entre Superman e Batman cresce ao longo dos cinco anos, e os seus efeitos são sentidos através do universo, com a Tropa dos Lanternas Verdes e a Tropa Sinestro se envolvendo, e até mesmo antigos vilões de Superman ressurgindo diante da oportunidade de atacar um planeta fragilizado.

A trama mostra a justificativa do posicionamento de cada meta-humano conforme nos é mostrado no videogame, com os motivos pessoais levando heróis e vilões a deixarem as diferenças de lado para lutarem uns contra os outros. A própria Arlequina, sozinha após a morte do Sr. C., desempenha um papel importante a favor da resistência, caminhando na linha tênue entre se vingar do herói que matou o seu “pudinzinho” e fazer o que é certo.

A história teve uma continuação, Injustiça: Deuses Entre Nós – Marco Zero, que conta a história do videogame através dos devaneios um tanto enlouquecidos da Arlequina, que narra a história para explicar como tudo aconteceu, e como ela própria teve uma importância ainda alta para ajudar a libertar a humanidade do jugo dos poderosos. A saga continuação tem todas as linhas tortuosas e detalhes fofinhos que vêm da mente estranha da Arlequina, lançada em 2016, e também servirá de ponte entre a história e a continuação do jogo, Injustice 2.

Injustiça: Deuses Entre Nós é recomendada tanto para os fãs de HQs quanto para os fãs do videogame, para explorarem mais a história alternativa e testemunharem como até os maiores heróis podem cair e se tornarem grandes vilões.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *