O cupido

o-cupido

Aidan estava cansado dos seus pais brigarem sem parar. Eles gritavam e xingavam um ao outro todos os dias. Ele conseguia sentir que estava ficando cada vez pior. O seu pai partia em viagens de caça cada vez mais longas e frequentes, e a mãe chorava cada vez mais.

Isso deixava Aidan triste.

As vozes na cabeça de Aidan tentaram fazê-lo se sentir melhor, mas nada que diziam ajudava.

Então, um dia na escola, Aidan aprendeu uma história maravilhosa sobre o cupido. O pequeno garoto querubim chamado Cupido era, na verdade, um deus! Ele conseguia fazer as pessoas se amarem com um arco mágico e uma flecha encantada!

As vozes na cabeça de Aidan lhe deram uma ideia maravilhosa.

Mais tarde, naquele dia, quando o pai de Aidan voltou de uma viagem de caça, ele abriu a porta com um suspiro, se espreguiçando.

Um Aidan sorridente estava parado ali, com uma flecha pronta, apontada para ele. A sua esposa estava tombada inerte em uma cadeira próxima, com uma flecha saindo de seu coração.

– Tudo vai ficar bem, papai. – Aidan disse. – Vocês vão ficar juntos para sempre.

Aidan gargalhou em alegria enquanto imitava as vozes em sua mente. Ele disparou a flecha com o coração cheio de amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *