Os retratos

os-retratos

Há muito tempo, um homem saiu para caçar na floresta. Conforme a noite caía, ele se achou perdido em uma parte desconhecida das matas. Ele andou e andou, mas não conseguia achar o caminho de volta.

Errando pela floresta, ele acabou encontrando uma clareira pequena onde havia uma velha cabana de madeira. Cansado e irritado, ele decidiu ver se poderia ficar ali durante a noite.

Aproximando-se, ele notou que a porta estava um pouco aberta. Olhando para dentro, ele viu que a pequena cabana estava vazia, mas havia uma cama e uma lareira acesa. O caçador entrou e se atirou na cama, decidindo dormir ali até de manhã. Se o dono voltasse, ele acertaria as coisas pela manhã.

Deitado na cama, já muito sonolento, ele olhou ao redor e se espantou ao ver que as paredes estavam cobertas de quadros. Pareciam ser retratos de família, todos com molduras lindas e detalhes surpreendentes. As pessoas pareciam realmente vivas, e, sem exceção, cada retrato era mais feio do que o outro. As faces horripilantes o deixaram assustado. A forma que foram pintadas fazia parecer com que os olhos estavam olhando direto para ele. Era muito perturbador.

Ele percebeu que a única forma que conseguiria dormir era ignorando as faces horríveis. Ele se virou para a parede, se cobriu com o cobertor e mergulhou no sono.

Pela manhã, o caçador acordou na cabana banhada pelo sol. Quando se levantou, ele descobriu que não havia nenhum retrato de família nas paredes, mas apenas janelas.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *